Fala-bicho

FALA-BICHO

A Corda Teatro

Leitura encenada, com um ator (Ruben Saints) e um pianista (Cândido Fernandes), a partir de uma seleção de poemas da obra Fala-Bicho, de Violeta Figueiredo, com música composta por Eurico Carrapatoso. A melhor forma de resumir esta obra é recorrer à leitura que Alice Vieira dela fez: São vinte histórias, muito simples, de bichos que falam e brincam — tudo numa linguagem que explora e rima, os sons e, evidentemente, a imaginação. (…) Se existe verdadeiramente um género que se possa chamar “poesia infantil”, deve ser este que Violeta Figueiredo nos apresenta. (in Diário de Notícias).

Produção A CORDA
Texto VIOLETA FIGUEIREDO
Música EURICO CARRAPATOSO
Interpretação RUBEN SAINTS
Pianista CÂNDIDO FERNANDES

A Corda, Associação Cultural nasce da união de pessoas de percursos diversificados que sentiram a vontade de materializar ideias e ideais comuns entre si e que tem como prioridade trabalhar para e com a comunidade, por acreditar que essa é a verdadeira vocação da arte. Apresenta-se como uma plataforma de criação artística multidisciplinar centrada no Teatro, na Música e na Literatura, assim como na exploração de diferentes linguagens cénicas.

Ruben Saints tem o curso de Formação de Actores, ESTC; Curso de Teatro “Shakespeare Musical”, Teatro da Trindade; Workshop de Técnica de Clown com Oleg Popov e Workshop de Mímica com John Mowat. Encontra-se, de momento, a acabar o Mestrado em Artes Performativas da ESTC. Em teatro, estreia-se na companhia Teatro Bábá (2000). É membro fundador da Companhia da Esquina. Como ator e encenador trabalhou com Rui Pisco, Pedro Barbeitos, Paula Careto, Claudio Hochman, Rita Ribeiro, Jorge Gomes Ribeiro, Maria do Céu Guerra, João D’Ávila, Helder Costa, Bruno Cochat, João Brites, Ricardo Neves-Neves, Carla Galvão, Maria Emília Correia, entre outros. Encenou vários espetáculos para o projeto Orquestra Geração. Director Artístico d’A Corda, através da qual já assinou quatro criações (Quadraginta dies Silentio (2015), Epopeia (2018), Ad Lucem (2019) e Jogo de Espelhos (2020), duas tertúlias encenadas (Tempus fugit: os horizontes do tempo em Camilo Pessanha e Walt Whitman e os Poetas Portugueses) e outras performances pontuais. Cria e encena para a Câmara Municipal do Fundão, de Rio Maior, de Porto de Mós e de Alcobaça. Destaca Criminosa_Mente no Espaço Escola de Mulheres. Lecciona na Escola de Música do Conservatório Nacional, desde 2008, Expressão Dramática, Arte de Representar e Atelier de Ópera.

TEATRO | EM FAMÍLIA

2019 | MAI 05, 12, 19 e 26

DOM – 11H00

CAFÉ-TEATRO

10€ [ADULTO] 6€ [CRIANÇA] | DESCONTOS APLICÁVEIS

40 MINUTOS

M/6

PARTILHAR