Condomínio

CONDOMÍNIO

Propositário Azul

Um espetáculo criado com a comunidade, sobre cidadania, sobre pertença a lugares, sobre consciência política e sobre o conflito endémico entre interesses individuais e coletivos. A aparente austeridade funcional, balofa e monótona, duma reunião de condomínio tolda uma variedade de acontecimentos e de revelações de natureza intrinsecamente teatral que este projeto propõe desmontar e expor. As consequências podem ser sérias e provocar o riso ou a lágrima, ou perturbar convicções religiosas e políticas, mais ou menos enraizadas. O divertimento teatral surge dum amargo de boca e encontra reflexos na comédia negra, no thriller psicológico, no romance de faca e alguidar ou “telenovelístico”, e na tragédia. Neste Ágora, com paredes e teto, revela-se o que há de autêntico e de autorrepresentado nos indivíduos, expõem-se contradições, idealizações, a bondade e a rudeza, o cinismo, o desejo, a solidão, o egoísmo, os vazios da alma, os dogmas e os preconceitos. É um espaço para o debate e para a entreajuda, para o conflito aberto e para a resolução de tarefas banais, mas também para os “big statements” épicos.
“Condomínio” é a microescala da ação política e da praxis republicana. É o lugar de confluência da ação de natureza pública e do que é da ordem do privado, o lugar da organização social em que se manifestam, de forma explícita, as relações entre vontade e o dever. Nas reuniões de condomínio podemos observar um conjunto de interações humanas em que interesses individuais se disputam sob o plano da gestão do bem comum. A dimensão cívica e política dessas relações entra em confronto com a familiaridade entre as pessoas, com a banalidade dos hábitos ou a irrelevância dos episódios diários que disputam o protagonismo dessas sessões. A pretexto deste formato, tudo pode acontecer: debates ideológicos, momentos fraternais, confidências, discussões acesas e passionais, defesa da honra, conversas via Skype, interrupções arbitrárias (o mundo que corre em paralelo, lá fora – a vida da casa, o gato de estimação, os filhos, o telefonema do emprego, o atraso por causa do trânsito, etc.), discursos galvanizados, afirmações morais. É uma reunião que radiografa o corpo social expondo uma visão crua das complexas articulações que comandam os comportamentos e as interações humanas.

A PROPOSITÁRIO AZUL, ASSOCIAÇÃO ARTÍSTICA foi fundada em 2003, reunindo um grupo de criadores nas áreas do teatro, artes plásticas, música e vídeo, com o intuito de se constituir como plataforma dinamizadora de projetos, promovendo a troca de experiências e a autonomia artística e profissional de criadores de sensibilidades diferentes. Os espetáculos teatrais criados até ao momento resultam duma atenção dada ao conhecimento da dramaturgia universal, num compromisso privilegiado com obras de escritores portugueses e lusófonos, ensaiando práticas de trabalho e de pesquisa dramatúrgica, escrita e rescrita de textos, adaptações, recolhas e interpretação de determinados contextos e realidades.

TEATRO

2O22 | ABR 21 a 24

QUI a SÁB – 2OH3O
DOM – 16H3O

AUDITÓRIO

12€ | DESCONTOS APLICÁVEIS 

9O MINUTOS

M/12

PARTILHAR