Babar

BABAR

A Corda

Leitura encenada, com um ator (Ruben Saints) e um pianista (Cândido Fernandes), a partir do texto que apresentou o elefante Babar ao mundo. Recorrendo à primeira história escrita por Jean de Brunhoff sobre este conhecido e amado elefante, as palavras do autor francês (com tradução e adaptação de Elsa Gomes) interagem com a música ao vivo composta por Francis Poulenc, para nos contar as aventuras que levaram Babar da floresta para a cidade e de volta à floresta, onde se tornará Rei dos Elefantes.

Produção A CORDA
Música FRANCIS POULENC
Interpretação RUBEN SAINTS
Pianista CÂNDIDO FERNANDES

A CORDA
A Corda, Ass. Cultural nasce da união de pessoas de percursos diversificados que sentiram a vontade de materializar ideias e ideais comuns entre si e que tem como prioridade trabalhar para e com a comunidade, por acreditar que essa é a verdadeira vocação da arte. Apresenta-se como uma plataforma de criação artística multidisciplinar centrada no Teatro, na Música e na Literatura, assim como na exploração de diferentes linguagens cénicas.

RUBEN SAINTS
Curso de Formação de Actores, ESTC; Curso de Teatro “Shakespeare Musical”, Teatro da Trindade; Workshop de Técnica de Clown com Oleg Popov e Workshop de Mímica com John Mowat. Encontra-se, de momento, a acabar o Mestrado em Artes Performativas da ESTC. Em teatro, estreia-se na companhia Teatro Bábá (2000). É membro fundador da Companhia da Esquina. Como ator e encenador trabalhou com Rui Pisco, Pedro Barbeitos, Paula Careto, Claudio Hochman, Rita Ribeiro, Jorge Gomes Ribeiro, Maria do Céu Guerra, João D’Ávila, Helder Costa, Bruno Cochat, João Brites, Ricardo Neves-Neves, Carla Galvão, Maria Emília Correia, entre outros. Encenou vários espetáculos para o projeto Orquestra Geração. Director Artístico d’A Corda, através da qual já assinou quatro criações (Quadraginta dies Silentio (2015), Epopeia (2018), Ad Lucem (2019) e Jogo de Espelhos (2020)), duas tertúlias encenadas (Tempus fugit: os horizontes do tempo em Camilo Pessanha e Walt Whitman e os Poetas Portugueses) e outras performances pontuais. Cria e encena para a Câmara Municipal do Fundão, de Rio Maior, de Porto de Mós e de Alcobaça. Destaca Criminosa_Mente no Espaço Escola de Mulheres. Lecciona na Escola de Música do Conservatório Nacional, desde 2008, Expressão Dramática, Arte de Representar e Atelier de Ópera.

TEATRO PARA A INFÂNCIA

2019 | MAI 04, 11, 18 e 25

SÁB – 16H30

CAFÉ-TEATRO

10€ [ADULTO] 6€ [CRIANÇA] | DESCONTOS APLICÁVEIS

40 MINUTOS

M/6

PARTILHAR