Australopiteco

AUSTRALOPITECO

Universo Paralelo

O que é ser diferente e como reagimos perante a diferença?
Quatro crianças encontram-se num parque infantil e confrontam-se com as suas semelhanças e diferenças. Integrando dinâmicas de grupo e tensão entre pares, aprendem a lidar com os conflitos de uma vivência conjunta. É através de brincadeiras e jogos que descobrem a relação com o outro e com o exterior, enquanto se desafiam a encontrar o Mundo Perfeito. Mas… será que ele existe? Australopiteco é um espetáculo que pretende promover a reflexão sobre as questões da diferença. A narrativa intercala realidade e ficção, histórias reais com episódios do imaginário infantil. O projeto procura investigar a questão “O que é ser diferente?” e como é que as crianças reagem perante a diferença. Foram selecionados intérpretes com corpos específicos e particularidades distintas: David Teixeira é um ator que tem sequelas motoras decorrente de uma deficiência genética rara, Clara Franco é uma atriz plus size, Magnum Soares é um bailarino brasileiro e afrodescendente e Beatriz Brito é uma atriz caucasiana. É no interesse do cruzamento de diferenças anatómicas, fisiológicas, cognitivas, culturais, raciais e socioeconómicas e no distanciamento da marginalização de ‘universos à parte’, que se encontra a resposta para um mundo mais uno e igualitário, no qual diversas fisicalidades e personalidades se relacionam e no qual todos têm lugar. É importante existir um espetáculo de Teatro para a Infância com intérpretes com características díspares entre si, na medida em que as crianças observam e refletem na experiência de aprender a relacionar-se com as diferenças, na perceção de que somos todos diferentes e que essas diferenças, intrínsecas à raça humana, para além de serem o que de mais belo temos, têm de ser respeitadas; infelizmente, a diferença tende a ser vista como algo negativo pela sociedade. Acreditamos que todas as crianças podem brincar umas com as outras e ter uma voz ativa, independentemente da sua diferença. De forma a incitar este sentimento, o cenário é um parque infantil, espaço que fomenta uma relação única e próxima das crianças com o objeto artístico por se identificarem com o que veem em cena, algo que mais facilmente as fará associar as temáticas com as suas experiências sociais.

Encenação e Texto ADRIANA MELO
Curadoria de Texto ALICE VIEIRA
Interpretação BEATRIZ BRITO, CLARA FRANCO, DAVID TEIXEIRA E MAGNUM SOARES
Cenografia e Figurinos RITA CAPELO
Construção da Cenografia JORGE AGUIAR
Música Original STEVEN GILLON [COMPOSITOR] E JOÃO ALVES [COCOMPOSITOR]
Desenho de Luz LUÍS MOREIRA
Apoio ao Movimento DIANA NIEPCE
Apoio à Dramaturgia na Vertente de Psicologia MATILDE SOARES
Assistência à Encenação CAROLINA SANTARINO
Produção INÊS AFONSO / UNIVERSO PARALELO
Coprodução MUSEU DA MARIONETA / EGEAC
Parceiro ASSOCIAÇÃO DE PARALISIA CEREBRAL DE LISBOA
Apoio à Residência Artística BREAK A LEG ASSOCIAÇÃO CULTURAL, CENTRO CULTURAL DA MALAPOSTA, COMPANHIA OLGA RORIZ, DEVIR/CAPA E PRODUÇÕES REAL PELÁGIO, ASSOCIAÇÃO CULTURAL
Apoios A LEIRIENSE – MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO, FÁBRICA DE ÓCULOS DO CACÉM E DO CHIADO
Projeto Financiado por REPÚBLICA PORTUGUESA – DIREÇÃO GERAL DAS ARTES

UNIVERSO PARALELO é uma estrutura multidisciplinar e multicultural dedicada à criação e difusão de obras originais de teatro e dança, com direção artística de Adriana Melo e Magnum Soares. Fundada em 2020, tem como principais eixos de ação a valorização e exploração de teatro de marionetas e formas animadas, teatro para todo o público e dança-teatro. Através de uma dramaturgia autoral, pretende explorar temas universais e contemporâneos que promovam a reflexão sobre problemáticas inerentes à nossa existência, enaltecendo o que nos une e elogiando a diferença. No trabalho de movimento, o foco encontra-se na tradução e potencialização das emoções, relações interpessoais e memórias. A partilha de conhecimento através de formação e o trabalho com a comunidade é algo que privilegia. Procuramos desenvolver uma linguagem artística que seja acessível a tod_s. A sua primeira criação, “A Caravela Desconhecida”, um espetáculo de Teatro de Marionetas e Formas Animadas para todo o público, a partir da obra “O Conto da Ilha Desconhecida”, de José Saramago, com encenação e interpretação desta dupla de artistas, foi apoiada pelo Ministério da Cultura e estreou em agosto de 2020 no Festival Afonso Lopes Vieira, esteve em cena no Festival Marionetas ao Centro e encontra-se em digressão nacional. Segue-se “Australopiteco”, um espetáculo de Teatro para a Infância, com encenação e texto de Adriana Melo, que explora as questões da diferença, coproduzido pelo Museu da Marioneta / EGEAC e financiado pela República Portuguesa – Direção Geral das Artes.
 
©Fotografia HELENA MELO

TEATRO | EM FAMÍLIA

2O22 | MAI 28 e 29

SÁB – 16HOO
DOM – 11HOO

SALA EXPERIMENTAL

8€ [ADULTO] | 6€ [CRIANÇA] | DESCONTOS APLICÁVEIS

5O MINUTOS

M/6

PARTILHAR