João Paulo Santos

PAISAGENS

João Paulo Santos / O Último Momento

Nesta nova criação, João Paulo Santos, continua a desenvolver o seu trabalho com a mesma determinação, que o caracteriza.

No seguimento da travessia vertical, que propôs na sua última criação “Une partie de soi”, a sua caminhada continua levando-nos por novos caminhos à descoberta de novas paisagens.

Contemplar, deixar que o tempo faça o seu trabalho.

As paisagens são elementos gráficos naturais que mudam constantemente, consoante a hora do dia ou a estação do ano. Nunca as mesmas, em constante mudança, exprimem uma harmonia complexa de ordem e caos.

Tal como o ciclo da vida, há sempre uma nova paisagem a surgir sob o nosso olhar atento. Só temos de esperar.

O tempo que passa… as paisagens mudam… o espetáculo continua…

“Paisagens” é uma variação do mastro chinês.

Através de vários quadros, João Paulo Santos deriva e explora o seu aparato. Por vezes o mastro chinês tal como o conhecemos; por vezes o pequeno mastro, fragmento livre e móvel que inverte a relação entre corpo e objeto; por vezes o pequeno mastro giratório para criar um movimento perpétuo, horizontal e explorar uma forma de “leveza”.

“Trabalhador do corpo” por excelência, João tenta prosseguir a escrita singular de uma prática que tem em conta a passagem do tempo e as condicionantes que este produz no corpo em movimento.

Tiago Cerqueira, músico e cúmplice de longa data, acompanha João na sua pesquisa. Envolve as suas propostas singulares na composição musical e contribui para a contemplação plena das paisagens sonoras e visuais.

Criação e Interpretação JOÃO PAULO SANTOS
Criação Sonora TIAGO CERQUEIRA
Encenação ELSA CAILLAT
Produção O ÚLTIMO MOMENTO, LAURINE FRANÇOIS E CHLOÉ JOLLY
Parceiros e Apoios TEATRO AVEIRENSE
Apoio à Residência CENTRO CULTURAL DA MALAPOSTA / MINUTOS REDONDOS / CÂMARA MUNICIPAL DE ODIVELAS

O ÚLTIMO MOMENTO é uma companhia de circo franco-portuguesa fundada em 2OO4 pelo artista circense português João Paulo Santos e pelo músico francês Guillaume Dutrieux. Os dois conheceram-se no Cheptel Aleïkoum, um coletivo artístico formado pela décima quinta turma do Centre National des Arts du Cirque. Com sede em França, a companhia viaja por toda a Europa, mas estende as suas fronteiras ao resto do mundo, da Ásia à América do Norte e do Sul, passando por África. Os espetáculos de O Último Momento centram-se sobretudo no mastro chinês, a especialidade de João Paulo Santos, mas estão também abertos a outras áreas artísticas, como a dança e o vídeo. Desde o início da sua atividade na companhia que João Paulo Santos mantém uma forte ligação ao seu país natal. Considerado um precursor na área do circo contemporâneo, a sua experiência e formação, maioritariamente adquiridas em França, permitiram às estruturas portuguesas promover uma arte e uma disciplina ainda pouco conhecidas no país.

©Fotografia TIAGO CERVEIRA

RESIDÊNCIA

2O24 | JAN 16 a 21

LOCAL A DEFINIR

Residência artística não aberta ao público

[NOVO CIRCO]

ESTREIA : AVEIRO | 45 MIN. | M/O6

PARTILHAR