Lisbon Poetry Orchestra

LISBON POETRY ORCHESTRA - POETAS PORTUGUESES DE AGORA

CICLO DA VOZ

A matéria prima é a poesia. A Lisbon Poetry Orchestra é um coletivo multidisciplinar formado por um núcleo de quatro músicos a que se juntaram quatro vozes e que convidam outros artistas para celebrar e interpretar a poesia numa viagem verdadeiramente única à descoberta e reinvenção da palavra dita. No seu ainda curto percurso, já realizou mais de três dezenas de espetáculos, na sua maioria em auditórios, nalguns dos mais importantes festivais literários e um pouco por todo o país. Destacamos os realizados no CCB, no Palácio de Belém com a Orquestra Académica da Universidade de Lisboa e no Teatro São Luiz com a Banda Sinfónica da PSP. Os espetáculos pela sua vertente pop, mas também pela sua força e carga poética, provocam uma enorme empatia com o público, resultando numa performance poético-musical de grande qualidade. No dia 21 de março de 2018, assinalando o Dia Mundial da Poesia, a editora Abysmo edita o trabalho mais ambicioso deste grupo — “Poetas Portugueses de Agora”. Este é constituído por diversos suportes: um livro, em formato sketch book, com poemas de uma nova geração de autores e ilustrações de Daniel Moreira e dois Cd’s, um com 15 poemas declamados e outro, “Música Para Sessões Privadas de Poesia”, com 15 temas para o leitor poder declamar sobre o fundo musical. Este trabalho partiu de um processo criativo em que os poetas e escritores escolhidos pelo grupo foram convidados a escrever sobre peças musicais compostas pela Lisbon Poetry Orchestra. O resultado aí está, 15 poemas musicados permitem ao ouvinte/leitor uma visão muito particular do universo poético destes autores. Em complemento há o desafio da interação com o público, através do CD instrumental Música para Sessões Privadas de Poesia, onde este é convidado a interpretar os poemas ou a escrever novos poemas para estas músicas, ou ainda intervir graficamente no livro com desenhos, colagens ou poemas, enviar o resultado destas experiências para o grupo e poder eventualmente fazer parte da comunidade de colaboradores no projeto.

Textos CLÁUDIA R. SAMPAIO, DANIEL JONAS, FILIPA LEAL, PAULO JOSÉ MIRANDA e VALÉRIO ROMÃO
Baixo Elétrico ALEXANDRE CORTEZ
Teclados FILIPE VALENTIM
Bateria, Guitarra e Voz JOSÉ ANJOS
Declamadores ANDRÉ GAGO e PAULA CORTES
Road Manager PAULO SANTIAGO

 

Alexandre Cortez. Músico, produtor e formador nas áreas de produção musical e de eventos. Fundou alguns dos projetos seminais da nova música portuguesa: Rádio Macau, Wordsong e Palma’s Gang. Gravou com músicos como Nuno Rebelo e Vítor Rua, Jorge Palma, Sérgio Godinho, Chris Cutler, Rui Reininho, entre outros.

Filipe Valentim. Pianista e membro fundador do grupo Rádio Macau e do projeto de spoken word, Wordsong. Estudou piano na Academia de Amadores de Música. Trabalhou ainda com diversos músicos e grupos como Jorge Palma, Vivianne e Nuno Rebelo entre outros.

Paula Cortes. Psicóloga e poeta. Tem organizado e participado em iniciativas literárias e dado voz a poemas em eventos para os quais tem sido convidada. É uma das vozes, entre outros, dos projetos Lisbon Poetry Orchestra e Fabricantes de Pegadas. Para além da poesia, tem participado com artigos de opinião em edições académicas.

José Anjos. Poeta, declamador e ex-advogado. Tem dois livros publicados pela editora Abysmo, (“Manual de Instruções para Sobreviver” e “Somos Contemporâneos do Impossível”). No meio da performance poética é-lhereconhecido o timbre único e o talento para a declamação. Participa regularmente em projetos de poesia como Lisbon Poetry Orchestra, Fabricantes de Pegadas, No Precipício era o Verbo ou Belos Recatados e do Bar. Integra a banda Não Simão.

André Gago. Estreou-se como ator em 1984. Criou o Teatro Instável em 2004. Estagiou com Ferrucio Soleri, no Piccolo Teatro di Milano. Ensina Técnica da Máscara e realiza diversas exposições pelo país com a sua coleção. Adaptou Jorge de Sena e Aquilino Ribeiro para o palco, e traduziu e encenou “A Orquestra”, de Jean Anouihl, e “Hamlet”, de William Shakespeare, entre muitas outras adaptações. No S. Luiz, em 2013, adaptou e encenou “Os 3 Últimos Dias de Fernando Pessoa”, de António Tabucchi. Com o conto “O Circo da Lua”, recebeu o prémio Revelação da Associação Portuguesa de Escritores. Criou o espetáculo de Novo Circo “Lua!”. Em 2010 publica “Rio Homem”, finalista do prémio Leya e Prémio PEN Clube Portugal para Primeiro Romance. Colaborou no romance coletivo “A Misteriosa Mulher da Ópera”. Integra quatro formações musicais com espetáculos de poesia: Beat Hotel, A Flor do Lácio, Lisbon Poetry Orchestra e o projeto No Precipício Era o Verbo. Tem uma vasta experiência como ator em televisão. Atuou de forma mais pontual, no cinema, destacando-se “Solo de Violino”, de Monique Rutler, e “100 Eyes”, de Thijs Bayens.

PALAVRA

2021 | ABR 18

NOVA DATA – JUL 18*

DOM – 18H00

AUDITÓRIO

12,5€ | DESCONTOS APLICÁVEIS | 38€ [ASSINATURA CICLO DA VOZ]

70 MINUTOS 

M/6

*Devido às novas medidas anunciadas pelo Governo, este espetáculo foi adiado. Caso já tenha comprado bilhete, pedimos que contacte diretamente o local onde o adquiriu para efetuar a troca para a nova data ou para obter o seu reembolso. Agradecemos a compreensão.

A Assinatura “Ciclo da Voz” inclui bilhetes para os espetáculos:
– Da voz humana
– A Voz, a vós
– Os Poetas
– Lisbon Poetry Orchestra

A reserva e compra desta assinatura deve ser feita diretamente com a Malaposta através dos seguintes contactos: ccmalaposta@gmail.com ou 212478240.

PARTILHAR