Karyna Gomes

KARYNA GOMES

Karyna Gomes apresenta ao vivo o seu novo trabalho de originais, “N’Na”, no Centro Cultural da Malaposta, dia 8 de setembro de 2021. Este espetáculo está incluído no ciclo “Sons de África no Feminino”, onde participarão também as artistas Aline Frazão e Carmen Souza. Karyna Gomes acaba de lançar o novo single “Gustu di Mel” com letra de sua autoria e co-autoria musical com Mito, compositor e produtor moçambicano. A artista guineense dá assim sequência à sua carreira e a “Mindjer”, seu último álbum de originais. “N’Na” terá edição a 24 de Setembro, dia da Independência da Guiné Bissau e terá edição pela Kavi Music com apoio das rádios Antena 1 e RDP Africa.

Voz KARYNA GOMES
Teclas PAULO SÉRGIO MATOS
Baixo ANDRÉ MOREIRA
Bateria MARCOS ALVES
Guitarra MILTON GUILLI


K
aryna Gomes é cantora e compositora. Filha de pai guineense e mãe cabo-verdiana, Karyna nasceu em Bissau, cidade pequena da África Ocidental onde cresceu a ouvir música tradicional, urbana e ritmos de todo o mundo. Considera que a sua musicalidade está enraizada nos convívios de quintal, típicos das sociedades mestiças dos trópicos e do hemisfério sul e que é influenciada pela sua vivência em três continentes – África, América Latina e Europa. Iniciou a sua carreira musical a cantar gospel no grupo Rejoicing Mass Choir em São Paulo, onde viveu cinco anos. Após ter regressado ao país natal, foi convidada por Adriano Ferreira (Atchutchi) a integrar o histórico e revolucionário grupo Super Mama Djombo. Em 2011 decide mudar-se para Portugal em busca da realização de um sonho, deixando para trás uma carreira em Comunicação para o Desenvolvimento. Em 2014 lançou o seu primeiro álbum, “Mindjer” (Get!Records, 2014), bastante elogiado pela crítica nacional e internacional. Foi destacada com dois prémios de melhor cantora em 2014 no seu país. Em 2015 foi selecionada para um show case no Atlantic Music Expo e em 2016 para o conceituado Mercado de Visa for Music em Rabat, que a levou a ser selecionada para vários Festivais e salas em África e Europa. Parte da imprensa tem a opinião de que a Karyna é, por um lado, uma cantora urbana, “A Soul da Guiné Bissau” (in Jornal de Letras Nov.14), “A voz urbana Guineense” (in Público Nov.14) e o seu disco de estreia foi considerado entre os dez melhores de 2014 editados em Portugal, pela Revista Blitz. Também há quem a considera uma cantora de pop, mas Karyna prefere não usar rótulos. 

Sou uma cantora Urbana, mas que também tem uma raiz tradicional, como quase todos os músicos africanos. A minha música é isso mesmo, a minha música da Guiné
Karyna Gomes in DN, 24 Julho 2016 

Entre os diversos festivais em que participou, destacam-se o “Africa Fest“ na Alemanha, o mais antigo palco de música africana na europa, que a levou a ser considerada uma das 10 cantoras dos PALOP que mais sucesso fazem na Europa pela Deutche Welle. Também atuou no Festival Sauti za Busara em Zanzibar — um dos maiores festivais de música de África e foi bastante aclamada pelo público do báltico nos festivais “Siesta” na Cidade de Gdansk na Polónia e no Porta Festival na Letónia. Em Portugal atuou em vários festivais de renome internacional, como o MED e FMM Sines, entre outros. 2021 será o ano que marca o seu segundo trabalho, com uma sonoridade bastante atual e que promete mexer com o panorama musical europeu e africano. 

© Fotografia JOÃO PORTUGAL

Apoio  

MÚSICA

2O21 | SET O8

QUA – 21HOO

AUDITÓRIO

1O€ [PREÇO ÚNICO] | 28,5€ [ASSINATURA SONS DE ÁFRICA NO FEMININO]

WORLD MUSIC

M/6

A Assinatura “Sons de África no Feminino” inclui bilhetes para os espetáculos:
Aline Frazão
Carmen Souza & Theo Pascal Duo
Karyna Gomes

A reserva e compra desta assinatura deve ser feita diretamente com a Malaposta através dos seguintes contactos: ccmalaposta@gmail.com ou 212478240.

PARTILHAR