Jay Moreira & Live Band

JAY MOREIRA &
LIVE BAND

Um espetáculo musical onde a versatilidade marca encontro com a cultura cabo-verdiana e do Mundo. O cantor, compositor e produtor Jay Moreira apresenta o 6º álbum de originais, Verdade. Sempre fiel ao rap, Jay Moreira explora também a musicalidade do reggae, pop, funk ou até dos ritmos tradicionais da Ilha de Santiago, em Cabo Verde, o batuque. A magia da música com a voz carregada de melodia e sentimento, com mensagens positivas e que nos incentivam de verdade.
As raízes do cantor estão bem assentes na sua música que aproxima povos e culturas do Mundo. Em português, crioulo e inglês, Jay Moreira apresenta o novo álbum de originais “Verdade”.

Jay Moreira & Live Band é um projeto musical que nasceu da necessidade do cantor nascido em Cabo Verde exteriorizar bons sentimentos pelo mundo em prol da felicidade, da paz e do amor. Poderá parecer cliché, mas os sentimentos verdadeiros são aqueles que nos unem… A musicalidade de Jay Moreira nasceu no hip-hop crioulo e português com a ex-banda Da Blazz e, ao longo dos anos, evoluiu a solo com diversos álbuns e, em grande destaque, o último de originais, Verdade! A verdade que nos liberta, que nos une, que dói, mas que nos torna verdadeiros em tudo o que fazemos. 

Voz principal: JAY MOREIRA | Back vocal: AMINATA BAÍA e KÁTIA BARROS | Teclados: VALDIR TAVARES | Guitarra: PATXÁ SILVA | Baixo: RENATO CHANTRE | Bateria: CAU PARIS | DJ: ELVIS VARELA | Agente: VICTOR CORREIA | Fotografia: PAULO DIVA

JAY MOREIRA
Jay Moreira, cabo-verdiano do interior da Ilha de Santiago, iniciou-se na música em Portugal com a banda rap Da Blazz, há mais de 15 anos. Aprofundou conhecimentos não só na música, mas também, em simultâneo, na arte da capoeira. Aliado ao rap, adotou estilos musicais, como o reggae ou os ritmos africanos. Começou a carreira a solo em 2004 com o álbum Só Mi, e em 2006 prossegue com o álbum Okin Tchiga La. No ano seguinte surge o CD/DVD, Momento Certo, uma coletânea já com a participação dos amigos noruegueses Os Bandidos. Diversos concertos, festivais, aparições radiofónicas e televisivas, como por exemplo, no Festival da Gamboa, Caparica Primavera Surf Fest, no programa “DivulgARTE” de Victor Correia, “Encontro Às 9” de Nuno Fernandes da Rádio Cruzeiro, “Bem-Vindos” ou “Conversas Ao Sul” fazem de Jay um dos grandes nomes da música Internacional. Em 2011 Jay & Os Bandidos lançam o CD Sempri Bandidos. Em 2012, a qualidade de Jay e do álbum Sempri Bandidos é galardoada com os prémios CVMA (Cabo Verde Music Awards), na categoria de Melhor Álbum Eletrónico, Melhor Reggae e Melhor Rap/Hip Hop, com as músicas “Eli” e “Obi Más Um Peça”.

CAU PARIS
Baterista nascido em Cabo Verde. Começou a carreira musical aos 11 anos e, desde então não parou. Acompanhou diversos artistas como Lura, Bana, Tito Paris, Nancy Vieira, General D, Dino di Santiago, entre outros. Entre os diversos projetos, também integra atualmente a Jay Moreira & Live Band.

RENATO CHANTRE
Baixista cabo-verdiano, licenciado em Jazz e Música Moderna na Universidade Lusíada, em Lisboa. Renato Chantre também estudou na ETIC (Escola de Tecnologias, Imagem e Criação), em Lisboa, entre 2000 e 2005. Entre 2005 e 2010 deu aulas particulares de baixo e contrabaixo. Em 2010 e durante um ano deu aulas no infantário Formiguinhas Mágicas, em Setúbal. Em 2011 e 2012 lecionou na Escola Primária/JI do Montijo e na Escola Primária EB1 de Almada. O músico também foi baixista de Jazz da Royal Caribean, em Miami, Florida. Um baixista experiente que já tocou com diversos músicos como Chullage, Don Kikas, General D, Kussondulola, Orlando Santos, Mercado Negro, Eneida Marta, Blacq (teclista de Amy Winehouse) e, atualmente, Jay Moreira & Live Band.

VALDIR TAVARES
Valdir Tavares nasceu e foi criado no Bairro da Achadinha, Ilha de Santiago. Iniciou a carreira com 19 anos de idade. A paixão pela música despertou desde muito cedo e começou a tocar teclado. Depois de estudar e pesquisar, começou a ganhar experiência e a tocar em pequenas festas. Aumentou o seu progresso com a sua participação com inúmeros artistas de referência como Gil Semedo, Grace Évora Évora e, claro, Jay Moreira.

AMINATA BAÍA
Aminata Garcia Baía, de nome artístico, Amyna, dá os primeiros passos na música em 2012, após a sua participação num spot publicitário de uma marca de bebidas nacionais. No ano seguinte trabalhou como back vocal com diversos artistas e participou no CD “You And I, Mi Ku Bó”, de Jay Moreira. Em 2018 gravou um dueto com o rapper cabo-verdiano Hélio Batalha, que teve muito sucesso. Atuou a solo na Gala da luta contra o Cancro, “Somos Cabo Verde”, sendo nomeada para os CVMA 2018 (Cabo Verde Music Awards 2018). Atualmente, Amyna vai começar a gravar os seus primeiros singles para produção do seu primeiro CD a solo. A cantora já atuou com músicos como Zé Espanhol, Big Z, Trakinuz ou Shoddy Lopes.

KÁTIA BARROS
Kátia Barros, cantora cabo-verdiana de 23 anos, é licenciada em Enfermagem Veterinária. A música sempre esteve presente na sua vida e, ainda em criança, memorizava músicas e cantava. Em 2019, após concluir o ensino superior, participou no tema “Fidjo Abandonado”, do cantor guineense Américo Gomes. Atualmente, Kátia aceitou o convite de Jay Moreira para se tornar back vocal da Jay Moreira & Live Band.

ELVIS VARELA
Elvis de Pina Varela nasceu a 1 de Fevereiro de 1983 em Santa Catarina, Achada Além, na Ilha de Santiago, em Cabo Verde. Foi através da família dos tios e primos diretos, Orlando Pantera, Raúl Andrade e Tchéka, que esteve mais perto da música tradicional cabo-verdiana. O primeiro contacto com a música eletrónica acontece no ano 2000 através da internet. Desde então que Elvis Varela se dedica à produção de vários estilos musicais dentro da música eletrónica, mas sem descurar a música tradicional crioula. Com mais de 10 anos de carreira musical como DJ, Elvis já participou em diversos festivais, festas e discotecas por todo o país e na diáspora. Em 2010 dedica-se inteiramente à produção musical e, a 7 de Junho de 2013, lançou o primeiro trabalho discográfico “FestLove”, em formato físico e digital. Este foi um álbum que contou com as participações de jovens talentos nacionais de Cabo Verde e internacionais. No ano seguinte foi nomeado na categoria de Melhor House/Reggae/R’N’B nos CVMA (Cabo Verde Music Awards) e, no mesmo ano, torna-se diretor geral da produtora Vip Music Records, em Cabo Verde, destinada a lançar novos talentos musicais. Em 2015 produziu a música “Nos Bandera” para a Seleção Nacional de Futebol, para o CAN 2015. Ainda no mesmo ano, produziu o tema de Syssi Manange, “Just Un Pen”, nomeado para os Kora Awards e, em 2016, na MTV Africa Music Awards. Eis que nesse mesmo ano, DJ Elvis Varela edita o segundo álbum “Evolution”, que contou com a participação de 20 artistas nacionais e internacionais como Osmar, Djox, Khaly Angel, Syssi Malange ou Jay Moreira. Em Novembro de 2016 viaja para o Brasil, onde fez diversos espetáculos nas cidades de Pacatuba, Maracanau e Redenção. Dando continuidade à promoção do álbum “Evolution”, Dj Elvis Varela, de regresso a Cabo Verde, tornou-se o primeiro DJ cabo-verdiano a tocar com banda ao vivo num Festival, o Festival “Nha Santa Catarina” 2016. Em Abril de 2017, Dj Elvis Varela participou com a sua banda, ao vivo, no AME (Atlantic Music Expo) e, em julho de 2017, participou com a banda no Festival “Badja Ku Sol”. No mesmo ano, muda-se para Portugal e faz a produção musical da nova artista cabo-verdiana, Helsy Barros – “Kretcheu”. Efetuou diversos shows, juntou-se ao cantor Jay Moreira e criam a produtora musical “Criolu Music”, onde começou a produzir vários artistas, entre eles, o sócio e amigo Jay Moreira no 6º álbum “Verdade”.

PATXÁ SILVA
Iniciou a carreira aos 12 anos de idade com a banda da terra dos pais, “OS Tavares”, na Ilha do Maio, Cabo Verde. Aos 13 anos, Ildemar Silva, ou Patxá Silva, tocou no Festival da Gambôa com o artista Tony Martins, que fez parte do “Projecto Verão”, de Dabs Lopes. No entanto, foi com 15 anos que começou a tocar profissionalmente, quando foi convidado por Gilyto Semedo para integrar a sua banda e, no mesmo ano, foi igualmente convidado por Dabs Lopes para acompanhar Kaysha, Loony Johnson, Marvin e Marysa no Festival “Baía das Gatas”. Semanas depois, participa no Festival Curraletesn, na Ilha de Santo Antão, com Marysa. Aos 17 anos, o jovem teclista e guitarrista faz o seu primeiro concerto internacional em representação de Cabo Verde, na VI Bienal de Jovens Criadores da CPLP, em Salvador da Bahia, no Brasil, com outro colegas músicos. Já passou por países como Cabo Verde, França, Alemanha, Holanda ou Portugal, em diversos concertos. A sua formação musical iniciou-se aos 6 anos, na escola de M. Pentagrama a tocar flauta de bisel e canto com o tio Tó Tavares. Mais tarde regressa e começa a formação em guitarra clássica e, posteriormente, por falta de vaga no género, piano, tendo como mestre o professor brasileiro Ricardo de Deus. Patxá, um jovem talento da música crioula, que ainda aprofundou conhecimentos em Dakar, no Senegal, na École Nationale des Arts (ENA).

BIOGRAFIA DA BANDA
Jay Moreira & Live Band é um grupo de artistas que nutrem o mesmo amor pela música. Em 2013 começou a formar-se o que hoje é a Jay Moreira & Live Band com 8 elementos. São todos cabo-verdianos que promovem a arte e a cultura crioula através da voz, da guitarra, do baixo, da bateria, dos pratos, dos teclados. Juntos têm caminhado pelo mundo fora. Jay Moreira é a voz principal de um grupo que ainda é constituído por Kátia Barros (Back Vocal), Amina Baía (Back Vocal), Valdir Tavares (Teclados), Patxá Silva (Guitarrista), Renato Chantre (Baixista), Cau Paris (Baterista) e Elvis Varela (DJ), seja no rap, reggae ou outras sonoridades. Jay Moreira & Live Band “prendem” os seus ouvintes do início ao fim, sempre com dedicação e mensagens positivas.

MÚSICA

JAN 23

SÁB – 21H30

CAFÉ-TEATRO

8€ [PREÇO ÚNICO] 

60 MINUTOS 

M/6

PARTILHAR