Baleia Piloto

BALEIA PILOTO


Baleia Piloto
 nasce em 2017 nos arredores de Lisboa. Três amigos juntam-se para partilhar histórias e sons. Antero Assane (Switchtense, Praga, Airbuzz) toca bateria e marca o pulso das canções; David Matos (Praga, Airbuzz) improvisa melodias graves no baixo e no sintetizador; Nuno Lopes (Praga) segura na guitarra e sonha com timbre na ponta dos dedos. Nestes encontros surgiu um impulso criativo para fazer canções que misturassem memórias antigas com paisagens sónicas ainda por desbravar. Os primeiros esboços foram criados em casa do David. Nestes ensaios caseiros o repertório começou a ganhar vida própria, a assumir o desejo de novos caminhos e cenários. Surgiu assim a necessidade de criar uma banda, como catalisadora de emoções e pensamentos. A escolha da língua portuguesa nas letras foi natural, pois o processo criativo assenta numa exploração sensitiva dos recantos escondidos da memória, que só a língua nativa consegue descodificar. Todos cantam. Criam música moderna de memórias antigas. Canções com curvas e contratempos, onde linguagens se misturam para perceber o silêncio, pois é nas pausas que ganham embalo. O 1º single “contramão”chegou aostopsde audição nacionais, tendo sido um dos temas mais votados em 2019 pelos ouvintes da Antena 3, ficando no TOP 30 anual.A banda lançou em maio deste ano o 2º single “Pé de Chumbo”, tema escolhido para integrar a coletânea Novos Talentos FNAC – Música 2020A banda ficou entre as 10 finalistas do concurso Music Unlock daSBSR.FMe é forte candidata a ir tocar ao palco da rádio no festival SBSR em 2021. O 3º single está previsto sair em novembro deste ano. 

 “(…) rock doce refrescante, cheio de boas vibrações e sensualidade. Simples e despretensiosos, como mandam as etiquetas do bom gosto pop.” (Ricardo Romano – Altamont) 

Bateria: ANTERO ASSANE
Baixo, Teclados, Sintetizadores e Voz: DAVID MATOS
Guitarra e Voz: NUNO LOPES
Letras: NUNO LOPES
Música: DAVID MATOS e NUNO LOPES
Comunicação e Agenciamento: RITA PEREIRA (CAPOTE MÚSICA)
 

DAVID MATOS
Nasceu em Cascais em 1981. Desde sempre que sentiu uma grande paixão e um impulso muito forte para fazer música. No final da adolescência começou a tocar baixo e a integrar bandas na zona de Cascais e Lisboa, passando por rios projetos musicais de estilos variados, desde a folk dos “Praga” ao post-rock mais psicadélico de “Airbuzz”. Foi com a experiência de tocar e formar projetos com amigos que foi evoluindo como músico e ganhando um grande gosto por pisar o palco. Licenciou-se na área das Ciências Sociais, mas em 2010 decide dedicar-se totalmente à música, seguindo o caminho profissional como músico freelancer, reforçando a experiência (ao vivo ou em estúdio) com outros músicos, designadamente João Só, Miguel Araújo, Nuno Rafael, entre outros. Em 2012 decide consolidar, reforçar e aumentar os seus conhecimentos musicais académicos e começa a estudar no Conservatório de música de Cascais onde concluiu o Curso Secundário  8º grau (Contrabaixo, Coro) em 2018. Em 2014 começa também a compor música para Teatro. Nesse ano constrói o espetáculo para bebés e crianças “Umbigo Teatro minimal para a infância poética” com música original sua, tocada ao vivo, e com apresentações em várias cidades. Em 2015 integra o Projecto Germinarte (Transformação Artística para o desenvolvimento Social e Humano a partir da infância) pela Companhia de Música Teatral com várias formações e apresentações artísticas. Em 2016 compôs a música da peça de teatro “Emphateia” para a associação Novamente (Associação de Apoio aos Traumatizados Crânio-Encefálicos e suas famílias) com sobreviventes de traumatismo crânio encefálico como atores. No ano seguinte, compôs e interpretou a música no espetáculo de dançStill Praticing, Stillness de Adam Benjamin (UK) com a companhia de dança CIM. Um projeto de dança inclusiva intergeracional que trabalha com adultos, crianças e seniores com e sem deficiência apresentado no Teatro São Luiz, inserido na programação do Festival INART. Atualmente é também professor de música Pré-escolar numa escola Internacional. Começa em 2017 Baleia Piloto com Nuno Lopes e logo a seguir junta-se ao projeto o baterista Antero Assane.  

ANTERO ASSANE
Toca bateria desde os 15 anos, tudo começou no clássico clube de jovens no Bairro da Cruz Vermelha, perto de Sintra, onde pela primeira vez assiste a um ensaio de uma banda reggae. Logo aí, Antero apaixona-se pelo batimento musical e percussivo do som, entrando no mundo das bandas de garagem. Nos anos 90, inspira-se no movimento urbano de Seatlle, mas o seu forte iria ser o metal onde desenvolveu grande parte da sua técnica. Em 2007 junta-se aos Switchtense, banda de culto da margem sul, com quem toca em vários palcos e festivais, amadurecendo como músico e pessoa. Na mesma altura Antero procura algo diferente e daí nasce Airbuzz, um power trio onde guitarra, baixo e bateria dançam numa batalha visceral e caótica. Entretanto, Antero junta-se aos Praga, uma banda lisboeta emergente com sons bairristas, que misturava elementos da folk portuguesa com sonoridades de músicas do mundo. Em 2017 alia-se a David Matos e Nuno Lopes no projeto Baleia Piloto.  

NUNO LOPES
Nasceu em Cascais em 1982. Desde novo que sentiu um fascínio pela Literatura e Música, iniciando o estudo da guitarra aos 15 anos. É licenciado em Estudos Portugueses pela Universidade Nova de Lisboa e também estudou jazz e flamenco. Fez parte dos “Praga”, uma banda portuguesa de inspiração folk. Entre 2010 e 2011 esteve em Inglaterra (Brighton), onde trabalhou em composição para documentários e filmes. Em 2017 alia-se com o amigo de longa data, David Matos, e começa Baleia Piloto, onde assume o papel de compositor e letrista. Logo a seguir junta -se ao projeto o baterista Antero Assane. Atualmente trabalha também como Professor de Português, Inglês, Guitarra e Teoria Musical.  

MÚSICA

FEV 13

SEX – 21H30

CAFÉ-TEATRO

8€ [PREÇO ÚNICO] 

50 MINUTOS 

M/6

PARTILHAR