Que Dia É Hoje?

QUE DIA É HOJE?

Esta exposição, que marcou a reabertura da programação do Centro Cultural da Malaposta, foi construída a partir de imagens que registam o primeiro período de confinamento entre março e abril de 2020. Em Open Call, o CC Malaposta convidou o público e seus cúmplices a revelarem imagens que traduzissem o momento de reclusão durante o Estado de Emergência.

A ideia desta exposição surgiu ainda durante o período do Estado de Emergência, quando ainda estávamos todos confinados a uma quarentena obrigatória. Esta paragem súbita durante mais de dois meses, fez-nos refletir acerca da vida em geral, onde, pela primeira vez para muitos de nós, fomos confrontados com uma limitação da nossa liberdade, o que nos obrigou a reorganizar formas de nos relacionarmos com os outros. Num setor como o das artes de palco, esta paragem trouxe consequências muito graves para todos aqueles que trabalham nesta área, pelo facto de, desde sempre, se tratar de um setor onde as condições são bastante precárias.

A equipa da Minutos Redondos iniciou o seu trabalho de gestão e programação do Centro Cultural da Malaposta há precisamente 1 ano, pelo que não possuímos um espólio de espetáculos gravados nem as condições técnicas para podermos ir passando nas nossas redes sociais durante o período de quarentena, à semelhança de muitas outras estruturas. Mas também achamos que esta não será a solução, o fornecimento de conteúdos gratuitos de forma massiva e regular, pode até ser perigoso para a sustentabilidade do setor, para a sobrevivência dos seus criadores e técnicos.

Assim, o que mais nos motivou foi o facto de podermos abrir portas novamente, ainda que com bastantes limitações impostas pela situação sanitária que vivemos. Não o poderíamos fazer com espetáculos ao vivo, mas poderíamos fazê-lo com uma exposição, uma exposição que nos mostrasse como cada um viveu este período conturbado. Assim, desafiámos o nosso público e alguns cúmplices de longa data, para nos enviarem fotografias que refletissem o seu estado de espírito durante o confinamento obrigatório, mas também como viveram esses dias, o mundo através das suas janelas. Enquanto uns se dedicaram mais à família, outros descobriram novas paixões, novos talentos; uns investiram na culinária; uns no desporto, outros, finalmente, conseguiram dar atenção, há muito reclamada, aos seus animais de estimação; houve quem preferisse enviar relatos do seu trabalho, onde não faltaram relatos da nova realidade que se vive nos hospitais; outros dos chamados passeios higiénicos, das celebrações de aniversários possíveis. Uns mais sérios, outros refugiando-se na sua imaginação para tornar mais leves os dias que teimam em não passar.

A complementar a exposição fotográfica, também achámos pertinente colocar algumas questões aos artistas programados para a Malaposta em 2019 e 2020: reflexões sobre o futuro de um setor que vive da relação com o outro, algo que este vírus que agora nos invadiu, tem impedido. Existirão outros modelos de apresentação de espetáculos que não implique a presença de público e que simultaneamente proteja os artistas em palco? Queremos novos modelos? O que será preciso mudar para podermos continuar a criar e a apresentar espetáculos e sobreviver, sobretudo em alturas como estas, que nos apanham desprevenidos e sem qualquer alternativa?

Que Dia É Hoje?”, porque deve ter sido a pergunta que mais fizemos ao longo destes infindáveis dias.

Por uma questão prática, devido à limitação do número de pessoas que podiam estar no mesmo espaço em simultâneo, decidimos proceder a uma montagem de todos os vídeos que nos chegaram, deixando apenas as ideias base de cada resposta a cada uma das perguntas. Mas queremos respeitar o trabalho que cada um dos artistas teve a gentileza de dispensar para este nosso projeto, por isso mantemos os vídeos integrais a passar na Sala de Cinema, para que todos possam ter acesso às suas reflexões.

Resta-nos agradecer a todos aqueles que responderam ao nosso desafio, à sua amabilidade e generosidade por terem partilhado um pouco das suas vidas, sentimentos e reflexões connosco e com o público da Malaposta.

A Equipa da Malaposta

Curadoria CENTRO CULTURAL DA MALAPOSTA | MINUTOS REDONDOS

Artistas ADRIANA MELO, AFONSO MATOS, ALGURES, ANA LUENA, ANA ROCHA DE SOUSA, ANA SOUSA, ANAÍSA RAQUEL, ANDRÉ MARQUES, ANDRÉ NUNES, ARTUR MAGALHÃES, CARLA JARDIM, CATARINA VIEIRA, CECÍLIA SOUSA, CÉSAR HOMEM DE FIGUEIREDO, CLÁUDIA ALFAIATE, CLÁUDIA MONTEIRO, CONCEIÇÃO MENDES, CUCHA CARVALHEIRO, DALILA CARMO, DANIELA SAMPAIO, DAVIDE ZACCARIA, DIANA COSTA E SILVA, DIOGO BACH, DIOGO FIALHO, DIOGO SANTOS, EDUARDA LAIA, ELSA CHILDS, ELSA GALVÃO, EVA VILELA, FERNANDA LAPA, FERNANDO GOMES, FILIPA DE ASSIS, FILIPA MALVA, FILIPE KEIL, FILIPE RAPOSO, GLÁUCIA NOÉMI, HUGO BATISTA, HELENA JARDIM, HELENA MONTEZ, HELENA PAVÃO, HUGO INÁCIO, INÊS PINTASSILGO, ISABEL ALEIXO, ISABEL MEDINA, JAY MOREIRA, JINYOUNG PARK, JOANA AMORIM, JOANA BASTOS, JOANA CASTRO, JOANA FERREIRA, JOÃO AFONSO, JOÃO CAMPOS, JOÃO CHICÓ, JOÃO GIL, JORGE CORRULA, JORGE ESTREIA, JORGE FERNANDO, JORGE MATRENO, JOSÉ MIGUEL SOARES, JOSÉ RICARDO LOPES, KIM CACHOPO, LEONOR COSTA, LUCINDA LOUREIRO, LUCY, LUÍS BARROS, LUÍS HIPÓLITO, LUÍS LUCAS, LUÍS PACHECO, LUÍS SANTOS, LUÍS VELOSO, LUIZ CARACOL, MANUELA JORGE, MARGARIDA DIAS, MARIA CAMÕES, MARIA JOÃO CARNEIRO, MARIA JOÃO VIEIRA, MARIANA BRANDÃO, MARIANA DANIEL, MÁRIO REDONDO, MÁRIO TRIGO, MARTA LEÃO, MARTA NETO, MATILDE CID, MIA TOMÉ, MIGUEL ABREU, MIGUEL CÉSAR, MIGUEL FEVEREIRO, MIGUEL MAIA, MIGUEL MARQUES, MIGUEL PONTE, MIRIAM FARIA, NUNO JARDIM, NUNO OLIVEIRA, NUNO PARDAL, NUNO SILVA, P LOW, PATRÍCIA BENTES, PATRÍCIA BLÁZQUEZ, PATRÍCIA NORONHA, PAULA LOBO ANTUNES, PAULA SÓ, PAULO FERREIRA, PAULO MARTINS, PAULO MORGADO, PAULO NETO, PAULO RIBEIRO, PEDRO CAVALEIRO, PEDRO MENDONÇA, PEDRO PERNAS, PEDRO SAAVEDRA, POMPEU JOSÉ, RAFAELA COVAS, RAQUEL ANDRÉ, RAQUEL OLIVEIRA, RICARDO J. VAZ, RITA CUNHA, RITA GUERREIRO, RITA JORDÃO, RITA LÓIOS, RITA MARTINS, RITA PITEIRA, ROLAND SOUZA, RÚBEN SAINTS, RUI BAETA, RUI GOMES DA SILVA, RUI PAULO, RUI RAPOSO, RUY MALHEIRO, SÃO JOSÉ CORREIA, SARA CAMPINA, SARA CARINHAS, SARA GONÇALVES, SARA MENDES, SÉRGIO AGOSTINHO, SÉRGIO GODINHO, SÍLVIA JARDIM, SÍLVIA REI, SÍLVIA SOUSA, SOFIA ÂNGELO, SÓNIA GODINHO, SÓNIA MATOS, SUSANA ANTÓNIO, TASSO ADAMOPOULOS, TERESA PEQUITO, THE JEGGAS, UMCOLETIVO, URZE TEATRO, VICENTE PALMA, VITORINO, XÁCARA e ZÉ RUI

EXPOSIÇÃO

2020 | MAI 19 a JUN 07

TER a SÁB – 14H30 às 18H00

FOYER

ENTRADA LIVRE

M/3

PARTILHAR