As amigas da Gaspar

AS AMIGAS DA GASPAR
[FIMFA Lx22]

FESTIVAL INTERNACIONAL DE MARIONETAS E FORMAS ANIMADAS | A Tarumba

Susana Domingos Gaspar

As Amigas da Gaspar” acontece numa zona de progressão da liberdade. Um país dentro de um país, onde paramos para pensar sobre a amizade e onde ela ainda nos pode levar. A partir do território da dança e do fascínio pelo teatro de marionetas, duas bailarinas e uma cantautora pouco fixas ou muito movediças, reveem as possibilidades de sustentação e animação dos seus corpos, varrem o espaço vazio com as suas vozes e discursam das formas mais tocantes que conseguem imaginar. Uma vez na vida, uma coreografia para a minha filha e para as amigas dela. 

Criação SUSANA DOMINGOS GASPAR
Interpretação e Cocriação FRANCISCA RIBEIRO, PATRÍCIA BORRALHO E SUSANA DOMINGOS GASPAR
Apoio a ensaios MARTA CERQUEIRA
Música Original FRANCISCA RIBEIRO (CHICA)
Figurinos AXELLE GONÇALVES E GUILHERME FIGUEIREDO
Cenografia RAÚL CONSTANTE PEREIRA
Desenho de Luz VERA MARTINS
Operação Técnica JÚLIO BRECHÓ
Apoio à Investigação CAROLINE BERGERON, ISABEL BARROS E TEATRO DE MARIONETAS DO PORTO
Registo Vídeo e Teaser TALITA CASELATO
Registo Fotográfico RUI DIAS MONTEIRO
Design iImagem Projeto MARTA RAMÍREZ CORES
Produção Executiva ANA LOBATO
Produção ASSOCIAÇÃO MUNDO EM REBOLIÇO
Projeto financiado por REPÚBLICA PORTUGUESA – CULTURA / DIREÇÃO-GERAL DAS ARTES
Parceiro Institucional REPÚBLICA PORTUGUESA – MINISTÉRIO DA CULTURA
Apoio FUNDO DE FOMENTO CULTURAL, MATERIAIS DIVERSOS ASSOCIAÇÃO CULTURAL, FIMFA E ARTEMREDE
Residências ESTÚDIOS VICTOR CÓRDON, LARGO RESIDÊNCIAS, FÁBRICA IDEIAS GAFANHA NAZARÉ / 23 MILHAS – ÍLHAVO

SUSANA GASPAR licenciou-se em Dança, ramo de Espetáculo, na Escola Superior de Dança (2002), estudou Coreografia no Programa Gulbenkian Criatividade e Criação Artística (2005) e Dança na Comunidade no Fórum Dança (2007). Pós-graduou-se em Fasciaterapia/Somatologia (2007). Trabalhou com Né Barros, São Nunes, Madalena Victorino, Ainhoa Vidal, Marina Nabais, Filipa Francisco, Vera Alvelos e Aldara Bizarro. Fez assistência coreográfica de Manuela Pedroso e Costanza Givone. Coreografou “Registo” (2005), “Enleio”, com o Follow up da FCG (2006), “As árvore ligam os pássaros à terra”, com o apoio da DGArtes (2007), “Foi como se o chão a engolisse” e “O Rebusco das castanhas” (2009), “Morro onde me prendo” (2010), “Ostinato Cantabile” (2015), “Lava” e “Ka” (2016), “Catalága” (2017), “Classe do Jaime”, com a Bolsa de Criação Filhos do Meio, da Materiais Diversos (2018) e “Coletivo Habitacional” com o apoio da GDA e da DGArtes (2021). Colaborou com o Teatro de Montemuro e a Amarelo Silvestre, na área do Teatro. Desenvolve trabalho pedagógico desde 2002 (destacando as oficinas e aulas desenvolvidas com a orientação de Madalena Victorino no CPA e na Casa Pia) e fez mediação cultural no Museu Municipal Carlos Reis, entre 2015 e 2018. Em 2014, integrou o programa de residências e mentoria do Festival de Polverigi, em Itália, com o acompanhamento de Cláudia Dias, Francesca Lattuada e Iris Karayan. Estudou com Emannuelle Huynh, em Minde. Desenvolveu trabalho político, sindical e associativo. Colaborou com o movimento de luta pelo direito à Habitação e integra o Coro Fernando Lopes Graça. Está a fazer o Somatic Movement Education Program em Body-Mind Centering, em Zaragoza, com uma bolsa da DGArtes. 

©Ilustração MARTA RAMÍREZ CORES

DANÇA

ESTREIA

2022 | JUN O3 e O4

SEX – 14H3O [SESSÃO ESCOLAR]
SÁB 16HOO

SALA EXPERIMENTAL

8€ [ADULTO] | 6€ [CRIANÇA e ESCOLAS] | DESCONTOS APLICÁVEIS

45 MINUTOS

M/O3

PARTILHAR