Gabo

GABO

Patrick Murys e Dançando com a Diferença

E se da imperfeição da realidade tal como a vive­mos, criássemos um corpo? Uma existência onde a crueza dos corpos se compõe em conjunto com a magia do nosso imaginário? E se dessa composição de dois mundos chamássemos Gabo? Gabo é uma marioneta que em conjunto com os seus companheiros bailarinos questiona a sua própria re­alidade, os seus limites e o seu lugar num espaço de liberdade sempre movido pelo desejo de viver. Um elogio à feiura e à diversidade, Gabo é um es­petáculo infantojuvenil e familiar, onde as diferenças são colocadas como elemento real e concreto e ao julgamento e análise dos jovens e crianças. A diferença ou igualdade, o feio ou o bonito, o aprox­imar e o afastar, são as questões que a presença de Gabo desperta em cena e que ajudarão a buscar dentro da nossa humanidade a nossa força maior, nesta criação para o Dançando com a Diferença. GABO, uma criação do Dançando com a Diferença, é um espetáculo infantojuvenil e familiar onde as diferenças são colocadas em evidência para que os jovens e crianças possam fazer a sua própria análise. O nome do espetáculo é também o nome da marioneta que, assim como os seus companheiros bailarinos, percorre o palco para questionar os seus próprios limites e o seu lugar.

Encenação e Direção de Atores PATRICK MURYS
Assistência e Coreografia ROMULUS NEAGU
Interpretação DIOGO PERES, JOÃO ESTRELA e JOSÉ PEREIRA
Desenho de Luz CRISTÓVÃO CUNHA
Música Original NORBERTO GONÇALVES DA CRUZ
Vocais LIDIANE DUAILIBI
Voz Off ANA VARGAS
Cenografia PATRICK MURYS
Criação Marionetas e Apoio à Cenografia SANDRA NEVES
Apoio à Construção de Marionetas CATARINA FALCÃO
Figurinos SANDRA NEVES
Coordenação de Ilusionismo JOSÉ PEREIRA (ZÉ MÁGICO)
Textos / Diários Mágicos CUCA CALHEIROS e JORGE LOPES
Interpretação em Língua Gestual Portuguesa  SUSANA TAVARES
Audiodescrição ROBERTO TERRA
Texto da Audiodescrição HENRIQUE AMOEDO, DIOGO GONÇALVES, RICARDO MEIRELES e ROBERTO TERRA
Vídeo Promocional e Streaming TOMÁS PEREIRA
Agradecimento Especial LÉONARD e JÚLIA
Direção Artística do Dançando com a Diferença HENRIQUE AMOEDO
Coordenação Geral do Dançando com a Diferença/Viseu RICARDO MEIRELES

 

Patrick Murys nasceu em Grenoble em 1974 no sudoeste de França. Fez o curso de clown no Centre National des Arts du Cirque e realizou estágios de dança com Karlotta Ikeda, Josef Nadj e Thierry Bäe, Jan Fabre; de acrobacia com Alexandre del Perrugia e Mauricio Celedone. No seu percurso destaca a participação como intér­prete nas encenações de Gerard Desarthe e Shiro Daimon, a companhia M. Vericel, e LesYeux Gour­mands. Entre 2000 e 2008, participou em todas as criações da companhia de Teatro de Objetos Turak, com a qual teve oportunidade de viajar pelo mundo inteiro. O trabalho criativo de Patrick Murys oscila entre a in­terpretação, a encenação e a pedagogia. Em 2008, já em Portugal, o solo “Paisagem em Trân­sito” abre-lhe as portas para a encenação e para a colaboração com diferentes criadores e estruturas artísticas. No seu percurso profissional desenvolve uma forma de estar que permanentemente dialoga entre o te­atro, a dança e a manipulação de objetos e marion­etas, é com estes eixos que desenha o seu percurso de intérprete e criador independente. Estando em Portugal desde 2002, teve a oportuni­dade de colaborar como intérprete com vários cri­adores, destacando Circolando, Nuno Pino Custo­dio, Madalena Victorino, Romulus Neagu, Graeme Pulleyn, e atualmente com o Dançando com a Dif­erença.

Henrique Amoedo é licenciado em Educação Física e Desporto (1994) e especialista em consciencialização corporal (1999), inicia o desenvolvimento de trabalhos artísticos com pessoas com deficiência com a criação da Roda Viva Cia. de Dança. Com esta companhia, que foi a primeira a atingir a profissionalização de pessoas com deficiência no Brasil, representa o país no “I Festival Internacional de Dança em Cadeira de Rodas” (Boston – E.U.A.). Em 1999 inicia o Mestrado em Performance Artística – Dança na Faculdade de Motricidade Humana da Universidade de Lisboa. Conclui a sua dissertação de Mestrado em 2002, lançando assim o conceito de Dança Inclusiva, utilizado em diferentes países. Tal conceito propõe uma abordagem inovadora e agregadora sobre a participação de pessoas com e sem deficiência no panorama artístico e cultural. Nesse mesmo ano (2002) supervisiona a criação da companhia de Dança Inclusiva, Cia. Experimental – Grupo Mão na Roda, em Diadema (São Paulo). Atualmente, na mesma Universidade, em Lisboa, continua a investigar, no curso de Doutoramento em Motricidade Humana – Especialidade Dança, que está a cursar, o conceito que criou. No ano de 2001 na Região Autónoma da Madeira funda o Projeto Piloto Dançando com a Diferença e posteriormente em 2007 a Associação com o mesmo nome. Como Diretor Artístico do Dançando com a Diferença e coreógrafo já esteva a frente de projetos em diferentes âmbitos, salientando-se a sua forte intervenção comunitária, pedagógica e artística, sobretudo no papel da inclusão na sua relação com a criação artística e acessibilidades. Ao longo da sua carreira destaca-se o trabalho e introdução de importantes coreógrafos brasileiros e portugueses na realidade das pessoas com deficiência em cenários artísticos. Na sua carreira destacam-se trabalhos com Edson Claro, Luis Arrieta, Henrique Rodovalho, Clara Andermatt, Rui Horta, Paulo Ribeiro, Rui Lopes Graça, Tânia Carvalho, La Ribot, entre outros.

Dançando com a Diferença é uma companhia de dança fundada em 2001, na Madeira, com residência artística no MUDAS.Museu da Arte Contemporânea da Madeira desde 2005 e, desde 2014, projeto residente no Teatro Viriato. É neste trabalho em diversas frentes que esta estrutura tem lançado a nível nacional e internacional as sementes de um relevante trabalho artístico, pedagógico e de sensibilização para a inclusão social, que por sua vez tem sido acolhido com sucesso, quer pelo público, quer por entusiastas da dança inclusiva, escolas e instituições. Com direção artística de Henrique Amoedo, criador do conceito DANÇA INCLUSIVA em contexto académico no ano de 2002, na Dançando com a Diferença, saúde (apoio terapêutico), educação e arte caminham juntas, numa tríade que visa a valorização individual. Todos estes eixos de ação contribuem para uma permanente atualização do discurso relativo à pessoa com deficiência, assegurando que há espaço para corpos diversos e perspetivas diferentes no domínio da dança contemporânea.

©Fotografia CARLOS FERNANDES

CRUZAMENTOS

2021 | ABR 25

DOM – 17H00

AUDITÓRIO

10€ [DESCONTOS APLICÁVEIS]

45 MINUTOS 

M/6

PARTILHAR