Retrospetiva de José Ricardo Lopes

RETROSPETIVA DE JOSÉ RICARDO LOPES

BEIJA-ME DEPRESSA
Em Tomar, naquela tarde de 1954, a Isabel e o André cruzaram-se por acaso na rua, sorriram e amaram-se logo. O André era militar e a Isabel trabalhava numa casa de família. Os dois não hesitaram em seguir o seu caminho, mas aquele foi o momento mais bonito das suas vidas. Porque os grandes amores existem. Porque os grandes amores são intensos. Porque os grandes amores também se esquecem. “Beija-me depressa!” É o primeiro filme da Trilogia dos Bombons (incompleta) de José Ricardo Lopes.

Elenco ANA GUIOMAR, FERNANDO PIRES e RUI MORISSON
Realização, Argumento, Produção e Montagem JOSÉ RICARDO LOPES
Direção Artística ALEXANDRA RATO
Direção de Som RAPHAËL MORGADO LOPES
Música Original JOÃO GONÇALO NEVES
Assistente de Realização RUI FALCÃO

OS CHAPÉUS-DE-CHUVA DE CHOCOLATE
Em Lisboa, naquela fria noite de inverno, o Pedro e a Rita olham-se na rua e o mundo ganha cor. São jovens, descomprometidos e foram feitos um para o outro. Rita quer andar à chuva e correr descalça na relva. Mas Pedro tem medo do passado e, principalmente, do futuro. “Os Chapéus-de-Chuva de Chocolate” é o segundo filme da Trilogia dos Bombons (incompleta) de José Ricardo Lopes.

Elenco ANA GUIOMAR e FERNANDO PIRES
Realização JOSÉ RICARDO LOPES
Direção de Produção FILIPA REIS
Produção DANIELA SOARES e SANDRINE DIOGO
Assistente de Realização FILIPE JORGE
Anotação RUI FALCÃO
Direção de Fotografia RITA CARTAGENO
Direção de Som LUÍS BICUDO
Montagem RUI FALCÃO e JOSÉ RICARDO LOPES
Direção Artística ALEXANDRA RATO
Argumento e Letras Musicais ANTÓNIO PINHÃO BOTELHO e JOSÉ RICARDO LOPES
Música original PLANT

225, RUA DA ROSA
Três anos durou aquela relação. Ele cuidava dela e estimava-a. Ela era o seu porto de abrigo e protegia-o. “225, Rua da Rosa” é uma docuficção autobiográfica inspirada na teoria do eterno retorno de Friedrich Nietzsche, que mostra a verídica história de amor entre um rapaz e a sua casa.

Realização, Produção e Montagem JOSÉ RICARDO LOPES

JOSÉ RICARDO LOPES

José Ricardo Lopes nasceu em Tomar, Portugal, em 1989. É licenciado em Montagem pela Escola Superior de Teatro e Cinema, e mestre em Realização Cinematográfica pela mesma escola. Realizou várias curtas-metragens selecionadas para diversos festivais nacionais e internacionais de cinema, das quais se destacam as ficções “Beija-me depressa!” e “Os Chapéus-de-Chuva de Chocolate” que compõem a Trilogia dos Bombons (incompleta), e o documentário “225, Rua da Rosa” que venceu a primeira edição do Festival Internacional de Cinema – Leiria Film Festival.

 

CINEMA

JUN 18

QUI – 21H30

SALA DE CINEMA

ENTRADA GRATUITA [sujeita à lotação da sala]

70 MINUTOS 

M/12

PARTILHAR