Novas curtas portuguesas

NOVAS CURTAS PORTUGUESAS

O Dia Mais Curto

Em 2020, O Dia Mais Curto assinala a oitava edição do evento que é já uma tradição cinéfila. O que propõe? É simples: que se junte a nós e celebre o formato mais criativo e inovador do Cinema, a curta-metragem. No dia que marca a chegada de mais um Inverno, queremos também prestar uma homenagem à Sétima Arte, com sessões por todo o país. Se por um lado, a 21 de dezembro, assinalamos o momento em que o Sol está no seu ponto mais distante do equador, por outro, festejamos o momento em que estamos mais perto do Cinema.

Muito mais do que novas, estas curtas metragens são pérolas da produção nacional e têm corrido o país e o mundo, de festival em festival, maravilhando as suas audiências. A seleção inclui “Nestor”, “Bustarenga”, “Nha Mila” e “O Cordeiro de Deus”, obras que extraem da realidade a imaginação ficcionada e animada. Não perca a oportunidade de conhecer os mais recentes e consagrados talentos portugueses, numa seleção que promete encantar todos.

NESTOR

[João Gonzalez | 2019 | Portugal·Reino Unido| ANI 6’]
Nestor, um homem com vários comportamentos obsessivo-compulsivos, vive num barco-casa instável que nunca para de oscilar.

BUSTARENGA

[Ana Maria Gomes | 2019 | Portugal·França | DOC 30’]
Como acontece em todos os verões desde que nasceu, Ana vai a Bustarenga, uma pequena aldeia situada na montanha, no interior de Portugal. Aos 36 anos, esta parisiense de origem portuguesa ainda é solteira. Os habitantes da aldeia, preocupados com o seu futuro, fazem-na compreender que o tempo urge. Ana vai ouvir os conselhos e os avisos dos moradores para encontrar o príncipe encantado segundo os preceitos da aldeia.

O CORDEIRO DE DEUS

[David Pinheiro Vicente | 2020 | Portugal·França | FIC 15’]
O novo filme de David Pinheiro Vicente centra-se no sacrifício ritualístico de um cordeiro, oferecido por uma família para a festa da aldeia, e dedica-se às consequências deste ato e à forma como os diferentes elementos desta família se relacionam com o mundo à sua volta.

NHA MILA

[Denise Fernandes | 2020 | Portugal·Suiça | FIC 19’]
Depois de 14 anos longe da sua terra natal, Salomé viaja para a Ilha de Santiago, Cabo-Verde, para ver o seu irmão cuja vida está presa por um fio. Faz escala no aeroporto de Lisboa, onde Águeda, empregada de limpeza, a reconhece como "Mila", sua velha amiga de infância. Águeda convida-a a passar as horas de escala em sua casa, com as mulheres da sua família. Enquanto Salomé luta para desmagnetizar a dolorosa ligação com a sua terra, o espírito do bairro devolve-a à essência à qual ela pertence.

CINEMA

DEZ 18

SEX – 19H00

SALA DE CINEMA

3€ [PREÇO ÚNICO]

70 MINUTOS

M/12

PARTILHAR