Baleias e Baleeiros

Baleias e Baleeiros

de Luís Bicudo 

Na Baleação Açoreana, toda a comunidade e toda a família se unia em torno do baleeiro. Com o rebentar do foguete na vigia, corriam para o ver partir e com os olhos no horizonte ou no nevoeiro ansiavam por o ver chegar. Em botes de boca aberta e com arpões de arremesso à mão, gerações inteiras arriaram à baleia. Cada baleeiro estava disposto a arriscar tudo para que o seu bote chegasse primeiro. Hoje ainda se navega nos botes baleeiros, mas agora por desporto e prazer, perto da costa, longe das baleias. No entanto, o meu avô sabia como apanhar o “Moby Dick“. Caçar baleias era mesmo a vida deles.

Realização LUÍS BICUDO
Produção LUÍS BICUDO, MÁRIO GAJO DE CARVALHO e RITA CARTAGENO
Fotografia RITA CARTAGENO, LUÍS BICUDO e LEVI MARTINS
Som MÁRIO GAJO DE CARVALHO, LUÍS BICUDO e LEVI MARTINS
Edição e Mistura de Som LUÍS BICUDO
Montagem JOÃO RODRIGUES e LUÍS BICUDO
Correção de cor RITA CARTAGENO

Luís Bicudo é natural da ilha do Faial, nascido em 1984. Em 2010 licenciou-se em Cinema pela Escola Superior de Teatro e Cinema, em Lisboa. Participou nas 6 edições da Mostra Açoriana Labjovem, tendo sido sempre selecionado, e ganhou o 1º prémio em duas das edições, com os filmes “Fotografia da Alma” e “Banana do Pico”. Com esta última curta recebeu mais 3 prémios. “Baleias e Baleeiros” foi a primeira longa-metragem que realizou na íntegra, em 2013, tendo sido cofinanciado pelo programa de Bolsas de Criação Artística do Governo Regional dos Açores. Entre 2010 e 2016 entrevistou mais de 100 baleeiros de todas as ilhas dos Açores, tendo entre 2015 e 2016 desenvolvido, em conjunto com o historiador Francisco Henriques, o Arquivo de Memórias da Baleação Açoriana, financiado pela Direção Regional da Cultura. Em 2016 recebeu a Menção Honrosa da 1ª edição do Prémio Ayres D’ Aguiar com o filme “O Funeral Artístico do Projecionista”. Em 2017 realizou a série documental “Microdocs”, de oito episódios; e em 2018 a curta-metragem “The Labor of Love”, ambos os projetos produzidos pela empresa Our Island, Lda. Em 2013 descobriu novas aptidões profissionais ao trabalhar como guia e coordenador do projeto americano Atlantis (Pre-Med Fellowship Programs Abroad), unindo a sua experiência académica e profissional na área da cultura com as suas aptidões sociais nas áreas do ambiente e do desporto. No seguimento deste percurso, fundou em 2016 a empresa Our Island, Lda., sendo um dos sócios e onde desempenha a função de Guia de natureza, promovendo um turismo cultural ativo, responsável e de qualidade. A Our Island desempenha paralelamente serviços de assistência diversos a produções audiovisuais que visitam os Açores em trabalho.

CINEMA

JUN 25

QUA – 21H30

SALA DE CINEMA

ENTRADA GRATUITA [sujeita à lotação da sala]

DOCUMENTÁRIO

138 MINUTOS

M/12

PARTILHAR