Contopias

CONTOPIAS
com Jorge Serafim e Sons do Mira | Ciclo Alentejo

NARRAÇÃO ORAL E MÚSICA

FEV 29

SÁB - 16H00

AUDITÓRIO

10€ [PREÇO ÚNICO]

80 MINUTOS | M/6

Bilhetes disponíveis em:Bilheteira Online - Comprar Bilhetes

CONTOPIAS

Contar é o ato de apagar fronteiras. De separar o que importa do que não. Contopias são contos ao redor do mundo que têm na palavra a forma de reencontrar as pessoas em tudo o que as une e separa. Em tudo o que as assemelha e diferencia. São histórias, índias, africanas, europeias, orientais, árabes, narradas numa única sessão. Talvez o contador de histórias seja o último reduto da utopia. O homem que pela palavra encontra semelhanças que diluem as ignorâncias invasivas. Esta viagem condensada numa única sessão pretende atravessar o mundo e os seus ouvintes, reaproximando-os em toda a geografia do afeto. Essa é a força maior da memória e da palavra partilhada sem preconceito. Saber quem somos, para saber que os outros também o são.

Narração Oral JORGE SERAFIM

JORGE SERAFIM
Jorge Serafim foi funcionário da Biblioteca Municipal de Beja durante 11 anos no setor infantojuvenil, desenvolvendo funções na área da narração oral e na da mediação do livro e da leitura. Como narrador de contos tradicionais e promotor do livro e da leitura, atividade que vem exercendo já lá vão aproximadamente 25 anos, destaca as inúmeras escolas, bibliotecas públicas e municipais, prisões, centros de dia, festivais de teatro, feiras do livro, centros culturais, que vem percorrendo de norte a sul do país, levando a arte milenar da palavra nua e crua, e ao mesmo tempo imaginária deliciosa e doce, a quem a queira ouvir. De salientar também as oficinas de mediação de narração oral e mediação de leitura que tem efetuado para as Associações de pais, professores e educadores e seminários subordinados à mediação de leitura. A convite do Instituto Camões destaca: Feira do Livro de Buenos Aires, Cabo Verde (ilhas de Santiago e São Vicente), Luxemburgo, Uruguai e Estados Unidos da América. A convite do Instituto Português do Oriente, duas deslocações a Macau. É membro do grupo musical “Tais Quais”, conjuntamente com grandes nomes da música portuguesa: Tim, João Gil, Vitorino, Vicente Palma, Paulo Ribeiro, Celina da Piedade e Sebastião Santos.
Autor de vários livros: "O Corvo Branco", teatro para a infância; "O amor é solúvel na água", teatro; "A.Ventura", poesia, edição de autor; "A Sul de Ti", poesia, edição de autor; "Estórias do Serafim", humor, Texto Editores; "Sonhar ao Longe", infantil, edições OPERAOMNIA; "A Minha Boca Parece um Deserto", infantojuvenil, edição de autor; "Não há seda nas lembranças ", romance, Âncora Editora, 2015; "O Afinador de Memórias", edição de autor, 2017. Como humorista, tornou-se conhecido do grande público devido à sua participação regular em programas de televisão dos quais destaca: “Levanta-te e Ri” (SIC), “Fátima Lopes” (SIC), “Sempre em pé” (RTP2), “Sexta à Noite” (RTP1), “Portugal Sem Fronteiras” (SIC Internacional), “Portugal no Coração” (RTP1). Define-se como um esmerado cozinheiro nas artes da boa disposição. Narrador de histórias rocambolescas onde habitam personagens caricatas em situações que nem lembram ao diabo, gosta de as temperar com uma pitada de absurdo e mais duas de imprevisto. Depois de a elas lhes tomar o gosto, refoga-as com muita sátira aos bons, maus e piores costumes, não se lhe escapando nada nem ninguém pelo buraco de uma agulha. Arremata o suculento cozinhado com um polvilhado de Stand Up Comedy. Da itinerância que vai construindo no dia-a-dia, guarda na memória algumas das atuações que o celebrizaram junto do grande público, efetuadas em salas de espetáculos, de referência no país: Coliseu dos Recreios, Aula Magna, Teatro Villaret, Teatro Tivoli, Culturgest, Centro Cultural Olga Cadaval, Centro de Artes e Espetáculos da Figueira da Foz, Semana Cultural de São Vicente na Madeira, Festival Só Rir em Portimão e Albufeira, Teatro Garcia de Resende, Casinos do Algarve, grupo Pestana, etc... A destacar as atuações que vem realizando para diversas empresas em congressos e convenções, utilizando o humor e as histórias como forma de criar motivação.

CONCERTO DE ENCERRAMENTO

Grupo SONS DO MIRA
Voz e Campaniça MARCO VIEIRA e MARIA PAULINO
Baixo SIMÃO HENRIQUES
Voz e Percussão SAMUEL HENRIQUES

SONS DO MIRA
Sons do Mira é um projeto de Música Tradicional Alentejana que, em formato de Arruada ou Concerto, recria momentos de convívio típicos das planícies alentejanas...
Num passado não muito distante, no dia-a-dia das famílias alentejanas, a música acompanhava as atividades diárias no campo e os serões em família. Era nestes momentos, de partilha de histórias e tradições, que os mais novos recebiam os sábios ensinamentos dos seus pais e avós. A música tradicional alentejana, sob a forma de Modas, contém em si estas histórias e lições. De pais para filhos, chegam até aos dias de hoje as tradições de um povo, de uma terra e de vidas inteiras. Esta é uma viagem musical pelas planícies alentejanas, onde o visitante pode ser espectador ou intérprete. Poderá cantar, tocar, dançar, apreciando a simplicidade da Música Tradicional Alentejana.